Pesquisar na web

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Dinheiro-no-bolso-pode-ou-não-manter-a-nossa-felicidade?


 -Dinheiro no bolso, pode ou não manter a nossa felicidade?


             -Ao levantar as 5:00 horas da manhã para começar o dia, ou seja, tomar um banho, preparar o café, e preparar-se para mais um dia de trabalho,sabendo-se que, em média levamos de uma hora e meia a três horas para chegar ao local de trabalho, para mais uma jornada diária.Isto parece um tanto cansativo, mas o objetivo final nos da a sensação de que é muito simples fazer isto todos os dias, transformando-o em rotina.

             -E o objetivo, nós sabemos todos que é retratado pelo salário que recebemos no final do mês, sabemos quanto vamos receber por todo este esforço, cabendo a nós avaliarmos a nossa satisfação para nos manter na mesma rotina.

             -Pelo que se observa atualmente, são muito poucas as pessoas que estão satisfeitas com o seu trabalho principal, pois procuram fontes de rendas externas para a complementação de sua renda mensal.

             -A grande vantagem em tudo isto, e que existem sim muitas oportunidades para aproveitar ao máximo o tempo que temos, estas oportunidades nos dão as condições de agregarmos mais tarefas no nosso dia a dia, em consequência pode nos proporcionar uma renda desejada, com muito esforço e trabalho sim, mas que vale muito devido aos seus resultados.

             -Há vários ramos de negócios que podemos usar o nosso tempo, os quais nos dão retornos memoráveis, procurando avaliar o tempo e o capital necessário para iniciar, em pouco tempo,pode -se alcançar renda que muitas vezes ultrapassam os salários de mercado, isto claro dependendo da sua profissão e atuação no mercado.

             -Sabendo-se que a renda média per capita, difere muito de estado para estado, e que a maior fatia desta mesma renda, ainda continua nas mãos de poucos, falando de Brasil.

             -Mas por que acontece que não podemos diminuir esta distância entre rendas? Tudo bem que existe quem realmente merece ter uma renda que possa até mesmo ultrapassar o necessário. Mas estes não parecem estarem tendo uma renda competitiva com suas atribuições.

             -Dar-se então que este profissional, perde o prazer de executar suas funções como realmente devam serem executadas, pois a preocupação com o caminhar da vida em se, não confere com aquilo que ele se preparou para fazer, tendo a necessidade de buscar outros meios para complementação de renda e assim manter uma vida saudável.

             -Isto resulta-se no caos, que vemos acontecer todos os dias, as greves em sistemas de trabalho que são fundamentais para que tenhamos um desenvolvimento maior e melhor com qualidade exemplar.

              -Estamos nos aprimorando mais e mais, e quando percebermos que realmente a base de crescimento para qualquer estrutura, seja mais valorizada, não somente com números, mas com a realidade acontecendo, então poderemos começar a respirar bem melhor.

              -Então poderemos usar o nosso tempo, não somente para o trabalho, mas também para estarmos com nossos familiares um pouco mais de tempo, pois quando se tem uma renda realmente digna e respeitosa em relação as nossas atividades, nos sentimos sadios com mais vigor e com a mente mais produtiva.

               -Enquanto isto não acontece, precisamos sempre estarmos em busca de oportunidades que nos deem as condições necessárias para uma vida saudável e duradoura, procurando nos preparar para quando chegarmos a terceira idade, termos o suficiente para cuidar de nossa saúde e desfrutar das boas coisas que a vida ainda poderá nos oferecer.

Deixe um comentário!

Nome

E-mail *

Mensagem *